preload-image

DESTAQUES

As vantagens do Ecocaminho da Maia

Ecocaminho da Maia

   A Maia apostou no Ecocaminho, um percurso que corresponde a um troço da antiga linha ferroviária de Guimarães, que vai desde Souto até Brandinhães, com uma distância de quase 2000 km.

 Este circuito tem como objetivo criar uma rede de circulação partilhada, de mobilidade suave, destinado a peões e ciclistas de todas as idades, com grande preocupação na segurança e comodidade dos utilizadores. Nesta via apenas podem circular pessoas a pé ou de bicicleta para que não haja situações de conflito com veículos motorizados, proporcionando assim uma deslocação por mobilidade suave mais tranquila e segura.

 O Ecocaminho é visto como um espaço destinado à atividade desportiva e lazer pois oferece às pessoas a infraestrutura necessária para estas fazerem os seus passeios e corridas a pé ou de bicicleta, dispondo de um espaço de estadia e de um recreio infantil no seu trajeto para promover a interação social e momentos de família. Há também a preocupação de deixar ao dispor do utilizador locais de descanso, miradouros, mobiliário urbano, sinalética, iluminação adequada e até um ponto de água potável. O bem-estar dos utilizadores é uma das maiores preocupações e, por isso, este percurso pedonal e ciclável é feito com um material macio para que os passeios sejam mais agradáveis e cómodos, também acompanhados de bonitas paisagens ao longo do percurso, desde áreas arborizadas, logradouros de hortas e a antiga estação ferroviária da Maia.

  Para além disso, este percurso serve como uma ligação a interfaces de transporte como é o caso do Metro, sendo que os utilizadores podem deslocar-se até à estação por esta via e, se forem de bicicleta, esta pode ser transportada em transporte público, promovendo a intermodalidade e potenciando uma mobilidade mais sustentável.

Monitorização do Ecocaminho

 No seguimento da elaboração do Plano de Mobilidade Sustentável, o Município da Maia pretende «obter um documento estratégico de intervenção para o Concelho em matéria de acessibilidades e gestão da mobilidade, através da aplicação de um conjunto de medidas que promovam deslocações mais sustentáveis (transportes públicos e modos suaves), ou seja, modos de transportes compatíveis com a prosperidade responsável, com a coesão social e defesa do meio ambiente e com a melhoria da eficiência energética, garantindo uma melhor qualidade de vida aos cidadãos».

  Para uma melhor compreensão da frequência de pessoas em mobilidade suave, é feita uma monitorização de três pontos específicos no início, meio e fim do percurso do Ecocaminho para que se possa perceber a adesão dos diferentes utilizadores aos vários pontos do trajeto. Estas informações permitem ao município compreender como o caminho é utilizado e apostar de forma ponderada em novos investimentos que melhorem a experiência dos utilizadores.

  A contabilização de peões e ciclistas pode ser consultada online, neste link.

 

Deixe seu comentário

Back-To-Top